Luís Bettencourt Sardinha: “Os médicos devem aconselhar 150 minutos semanais de atividade física”

[vc_row content_width=”grid” css=”.vc_custom_1502049099166{padding-left: 15px !important;}”][vc_column width=”7/12″ offset=”vc_col-xs-12″][vc_empty_space height=”15px”][vc_column_text]Luís Bettencourt Sardinha, em entrevista ao JZ, falou-nos da poupança no gasto público que a prática sistemática de exercício físico proporciona e, designadamente, explicou a sensibilização que os médicos da americana Kaiser Permanente tratam de aplicar aos seus pacientes.

A Kaiser Permanente é uma organização fundada em 1945 na Califórnia e que desde há seis décadas desenvolve seguros e cuidados de saúde nos EUA. Há uma particularidade na prática dos médicos nas primeiras consultas: pergunta-se ao doente quanta atividade física pratica em cada semana. Se a resposta não corresponder ao que é recomendado pela Organização Mundial de Saúde, então o médico recomenda ao paciente que passe a praticar 150 minutos semanais, em tempo acumulado de exercício físico. Não é preciso recorrer a um ginásio, a prática da caminhada é uma boa opção sem custos.[/vc_column_text][vc_empty_space height=”60px”][vc_column_text css=”.vc_custom_1471698275930{padding-top: 10px !important;padding-right: 10px !important;padding-bottom: 10px !important;padding-left: 15px !important;background-color: #2b2b2b !important;}”]

[mkdf_icon icon_pack=”font_awesome” fa_icon=”fa-volume-up” size=”mkdf-icon-small” custom_size=”” type=”circle” border_radius=”” shape_size=”” icon_color=”#646464″ border_color=”” border_width=”” background_color=”ffd93e” hover_icon_color=”ffffff” hover_border_color=”” hover_background_color=”” margin=”” icon_animation=”” icon_animation_delay=”” link=”” anchor_icon=”” target=”_self”]   AUDIO: Entrevista JZ


Luís Bettencourt Sardinha explica o mérito da prática seguida na americana Kaiser Permanente. 

Um exemplo que vale pensar para Portugal.

[/vc_column_text][vc_empty_space height=”5px”][vc_column_text]

[/vc_column_text][vc_empty_space height=”60px”][vc_column_text]Este exemplo da Kaiser Permanente foi evocado por Luís Bettencourt Sardinha, professor catedrático na Faculdade de Motricidade Humana, da Universidade de Lisboa, numa intervenção no painel Promoção da Saúde e Saúde Pública, numa conferência realizada neste verão de 2016 na Reitoria da Universidade de Lisboa.[/vc_column_text][vc_empty_space height=”5px”][vc_column_text]Luís Bettencourt Sardinha anuncia nesta entrevista ao JZ estar a conversar com a reitoria da Universidade de Lisboa sobre o desenvolvimento de um programa batizado como “A sua receita para a saúde”, a centralizar no Estádio Universitário, visando contrariar o sedentarismo dos jovens adultos, designadamente a população de estudantes universitários.
Apontando para um mais precoce segmento etário e escolar, Luís Bettencourt Sardinha aponta um objetivo, o de

que os adolescentes sejam consumidores educados da atividade física”.

A mudança necessárias passa pela escola, nos diferentes níveis.[/vc_column_text][vc_empty_space height=”40px”][vc_column_text css=”.vc_custom_1502049220627{padding-top: 3px !important;background-color: #bbaa33 !important;}”]

Luís Bettencourt Sardinha é investigador científico, várias vezes distinguido com prémios internacionais, cujo foco principal incide sobre desenvolvimento de métodos de avaliação da composição corporal, comportamento sedentário, atividade e aptidão física. As áreas de investigação incluem também temas como a prescrição do exercício e a saúde metabólica. É Professor Catedrático na Faculdade de Motricidade Humana (FMH) na Universidade de Lisboa, onde dirige o Laboratório de Exercício e Saúde e o Grupo de Investigação de Composição Corporal do Centro Interdisciplinar de Estudo da Performance Humana.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *