“A Pie” para ganhar a rua em Madrid

[vc_row css=”.vc_custom_1471128348224{margin-right: 30px !important;}”][vc_column][vc_empty_space height=”40px”][vc_video link=”https://vimeo.com/84088939″ align=”center”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_empty_space][vc_column_text][mkdf_dropcaps type=”normal” color=”#FF7D62″ background_color=””]”U[/mkdf_dropcaps]m ginásio que é um espaço aberto todas as 24 horas do dia durante os 365 dias do ano, com quilómetros e quilómetros de instalações e apto para todas as idades”, é assim que a madrilena Asociacion de Viandantes A Pie  lançou o movimento Activa Madrid para promover a mobilidade pedonal, ou seja, a deslocação a pé, na capital espanhola.
A Pie foi criada há já 21 anos, em 1995, com o objetivo de introduzir o peão na agenda social e política de Madrid, isto é, com o propósito de mobilizar as organizações da sociedade e os partidos políticos para que nas suas propostas tenham em conta o cidadão que anda a pé. Um contributo da A Pie é a elaboração de um guia para pensar as ruas do ponto de vista do peão.
O manifesto  fundador da A Pie reivindica

a liberdade essencial de andar a pé e de elegermos o rumo dos nossos passos”.

E lembra que

o peão não é ruidoso nem insolente, não ameaça nem atropela, não bloqueia esquinas, não polui, a sua energia é sempre renovável”.

A Pie reclama espaços públicos para a calma, onde seja possível caminhar com tranquilidade.
Os dirigentes da A Pie lastimam “modestos êxitos” até agora rumo a esse objetivo na sua cidade de Madrid. Mas persistem com o lema “a cidade está a teus pés”.[/vc_column_text][vc_empty_space][/vc_column][/vc_row]