O gosto de “Dar Corda aos Ténis” (da USF ao mar de Carcavelos)

Este grupo é iniciativa de um grupo de internos de Medicina Geral e Familiar do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) de Cascais. Nesta USF de Carcavelos trabalham 13 pessoas, entre médicos, enfermeiros e auxiliares. Médicos como Natacha Marinello e Catarina Catroga são locomotivas mas o grupo também é puxado com entusiamo por auxiliares com […]

O Diretor-Geral da OMS em entrevista ao JZ

Let’s Be Active: Everyone, Everywhere, Everyday. Esta é a poderosa palavra de ordem para o GAPPA, acrónimo para Global Action Plan on Physical Activity and Health. Trata-se de um plano de ação global para a atividade física, a desenvolver ao longo de uma dúzia de anos (2018/2030), em todo o mundo. A autoria do plano de […]

Caminhar para reflorestar

Caminhamos por mil razões e às vezes sem motivo nem destino, só porque sim. E faz parte de nós, andar, andar, andar. Mas há dias em que andar a pé ganha outro sentido, quando atravessamos a pé a terra ardida nos incêndios do outono passado, guiados por quem lá mora e sofreu mas não baixou […]

Ermelinda Afonso: Viseu Ativo também é Viseu a caminhar

Ermelinda Afonso, coordenadora pedagógica do programa Viseu Ativo, já na 12ª edição, em entrevista ao JZ, assume que o andar a pé é uma nova fase em destaque nessa iniciativa do amplo programa de envelhecimento ativo que envolve milhares de pessoas em Viseu. Os resultados deste ano do programa foram apresentados no 3º Congresso de […]

Sobre

O Coletivo ZEBRA é uma organização da sociedade civil.
Existe para promover o andar a pé como atividade regular, natural, gratuita, necessária, tonificante, saudável, livre e libertadora, gratificante.

Caminhar para criar

[vc_row css=”.vc_custom_1471128348224{margin-right: 30px !important;}”][vc_column][vc_empty_space][vc_column_text] Estudo científico de Stanford mostra que andar a pé reforça a inspiração criativa [/vc_column_text][vc_empty_space][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]“Todas as verdadeiramente grandes ideias surgem enquanto caminhamos”, observou Nietzsche. Henry Thoreau corroborou esta afirmação ao contar a experiência pessoal: “quando as minhas pernas começam a mexer-se as ideias começam a fluir”. Charles Dickens fazia longas caminhadas todos […]